Colégios da região receberão R$ 1,1 milhão para reformas

Publicado em: 09/25/2017 - 16:42
Recursos foram liberados a pedido do deputado Plauto Miró Guimarães

O governador Beto Richa liberou na manhã desta segunda-feira (25) R$ 60.3 milhões para melhorias e reformas de emergências. Das 75 escolas da rede estadual de ensino que serão beneficiadas com reformas e melhorias, onze são de Ponta Grossa e região.

Por meio da solicitação do deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM) os colégios Bento Mossurunga e Elzira Correa de Sá entraram na lista de prioridades e terão parte de suas estruturas recuperadas, após danos causados por incêndios. As duas unidades receberão juntas R$ 146 mil.

O colégio Amálio Pinheiro também vai passar por reformas. Os R$ 128,7 mil serão aplicados na reforma do telhado, melhorias no laboratório de biologia e química, também no refeitório e na cozinha. O colégio também deverá ganhar pintura nova.

A chefe do Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa, Maria Izabel Vieira, destaca que a liberação dessas verbas seguem critérios técnicos, mas que a atuação do deputado Plauto tem sido fundamental para que os projetos da região sejam contemplados. “Sempre que temos emergências como as que ocorreram nos colégios Bento Mossurunga e Elzira Correia de Sá, o deputado não poupa esforços para nos ajudar”.

Ainda na região dos Campos Gerais, outros R$ 485,2 mil vão ser destinados para os colégios Anita Canete de Jaguariaíva, Macado de Assis de Ortigueira, Jorge Queiroz Netto de Piraí do Sul e João Francisco da Silva de Tibagi. Também por intermédio do deputado Plauto, os colégios Macedo Soares, Professora Albina Novak Muginoski, São Pedro & São Paulo e São Francisco de Assis – todos de Campos Largo – vão receber juntos R$ 424,4 mil.

Ao todo 60 municípios paranaenses foram contemplados. Richa afirmou que as ações mais uma vez confirmam a prioridade que governo estadual dá à Educação. “Não há outro estado brasileiro que faz tantos investimentos nesta importante área”, disse ele, ressaltando que o governo estadual destina 35% de suas receitas correntes líquidas para o ensino público – percentual maior que o determinado por lei. “Só no ano passado, por exemplo, foram R$ 10 bilhões, revertidos na valorização dos professores, implantação de progressões e melhorias da merenda escolar dada aos alunos”, afirmou o governador.

1.500 ESCOLAS 

Segundo o presidente da Fundepar, Sérgio Brum, neste momento 1.500 escolas estaduais recebem melhorias com recursos de programas como o Renova Escola, o Escola Mil (que destina R$ 100 mil para mil unidades) e outras iniciativas. “Podemos dizer que é a maior revitalização de escolas de todo o Brasil”, afirmou Brum.

Mais Notícias

Em sessão solene, Assembleia Legislativa homenageia os 30 anos do Grupo RIC A solenidade foi proposta em conjunto pelos deputados Plauto Miró Guimarães e Ademar Traiano
Deputados pedem explicações sobre o Hildebrando de Souza Plauto Miró Guimarães e Márcio Pauliki enviaram ofício ao secretário Wagner Mesquita cobrando providências sobre superlotação e infraestrutura do prédio