Plauto comemora liberação de mais R$ 5 milhões de investimentos na saúde

Publicado em: 10/17/2016 - 17:14
Os investimentos são uma parceria entre municípios, Estado e governo federal, num pacote de atenção ao atendimento ambulatorial e hospitalar de média e alta complexidade.

O deputado Plauto Miró (DEM) comemorou o anúncio de R$ 5 milhões em investimentos para a saúde nos Campos Gerais. A Santa Casa de Ponta Grossa vai receber R$ 315 mil, que serão destinados aos leitos de cuidado intermediário. Já para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) de Ponta Grossa e Telêmaco Borba estão previstos R$ 1,5 milhão R$ 1,2 milhão, respectivamente. A maternidade da Santa Casa de Irati vai receber R$ 422 mil e no hospital Darcy Vargas, no município de Rebouças, o aporte será de R$ 1,5 milhão.

“Recursos importantes que vão garantir o melhor atendimento da população, especialmente num momento em que os municípios passam por dificuldades financeiras e o atendimento em saúde não pode perder a qualidade no serviço. A saúde vem sendo tratada com total prioridade e atenção pelo Estado”, afirmou o deputado.

Plauto lembrou que recentemente o governo também entregou novas ambulâncias aos municípios, reforçando a frota de atendimento, além de firmar convênios para a aquisição de UTI móveis. “Temos trabalho no sentido de agilizar e viabilizar esta atenção permanente ao atendimento de saúde nos municípios, especialmente de média de alta complexidade”, disse o parlamentar.

A solenidade de assinatura das portarias para a autorização da liberação dos recursos aconteceu no Palácio Iguaçu pelo governador Beto Richa e pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta segunda-feira (17), além do secretário de Estado da Saúde, secretários municipais de saúde e prefeitos.

Mais Notícias

Em sessão solene, Assembleia Legislativa homenageia os 30 anos do Grupo RIC A solenidade foi proposta em conjunto pelos deputados Plauto Miró Guimarães e Ademar Traiano
Deputados pedem explicações sobre o Hildebrando de Souza Plauto Miró Guimarães e Márcio Pauliki enviaram ofício ao secretário Wagner Mesquita cobrando providências sobre superlotação e infraestrutura do prédio