Plauto prioriza Saúde e Educação em emendas para 2018

Publicado em: 12/21/2017 - 16:02
São aproximadamente R$ 18 milhões para a Santa Casa, UEPG e Apaes

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou durante a semana a Lei do Orçamento do Estado do Paraná (PL 5790/2017) que prevê os valores que serão arrecadados e quais as despesas a serem pagas, além dos investimentos a serem efetivados ao longo de 2018. A expectativa é de que o Estado arrecade R$ 59,7 bilhões, dos quais, R$ 3,401 bilhões serão destinados à Saúde. Desse montante, o deputado Plauto Miró Guimarães Filho quer que ao menos R$ 3,5 milhões sejam empregados na Santa Casa de Misericórdia de Ponta Grossa.

A intenção do deputado é contribuir para que o hospital possa fazer as alterações estruturais necessárias para instalar um Acelerador Linear, equipamento usado no tratamento de diversos tipos de câncer. Segundo a direção da Santa Casa, somente a preparação do ambiente para receber o aparelho custa um milhão de dólares.

“Para nós é uma grande alegria receber essa contribuição do deputado Plauto para que possamos oferecer mais uma opção de tratamento aos pacientes da Santa Casa”, afirmou Otto Santos da Cunha, provedor da Entidade.

Ao receber o pedido da provedoria, o deputado solicitou à sua equipe que fizesse todo o esforço necessário para garantir o recurso. “Quando o Otto me explicou a necessidade e a importância da obra imediatamente me coloquei à disposição. Afinal esse investimento chega a ser pequeno diante do benefício que ele trará”, disse Plauto.

Outra emenda, de valor significativo, foi apresentada em favor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Serão R$ 5,8 milhões reservados para a compra de um terreno ao lado da Casa do Estudante Universitário para ampliar o Campus de Uvaranas. Em 2017, Plauto já havia conquistado R$ 1,5 milhão para a melhoria do sistema de iluminação do campus. O objetivo é trazer mais segurança para estudantes, professores e funcionários da instituição.

 

Mais emendas para a Saúde

Além do dinheiro a ser investido na adaptação da Santa Casa para a instalação do Acelerador Linear, o deputado Plauto indicou a destinação de R$ 1 milhão para contribuir com a manutenção dos serviços que o hospital presta à população.

Com esse mesmo objetivo, o Hospital Regional Universitário dos Campos Gerais, poderá ter acesso ao mesmo valor. Assim como foi indicado no Orçamento que os Hospitais João Vargas de Oliveira, Amadeu Puppi e Bom Jesus também recebam R$ 1 milhão cada. Emendas iguais foram apresentadas em favor dos hospitais São João de Imbituva e Erasto Gaertner de Curitiba.

 

APAEs também serão atendidas

Ainda na área educacional, Plauto indicou que ao menos R$ 1 milhão seja aplicado nas Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de seis cidades. O deputado ressalta que esta é uma previsão e que caberá ao Estado fazer a destinação do valor.

A princípio, parte do recurso é para a aquisição de dois laboratórios de informática a serem instalados nas escolas de Ponta Grossa e Carambeí.  Cada um com capacidade para  atender 36 alunos ao mesmo tempo.

Para as unidades de Ortigueira e Imbituva estão previstas as instalações de academias de jogos e brinquedos adaptados.  Já para as APAEs de Nova Cantú e Borrazópolis,  o deputado pediu a construção de quadras poliesportivas cobertas.    

 

Mais Notícias

Governo libera recursos para o Contorno Sul em Carambeí A obra vai melhorar o acesso de caminhões
Plauto prioriza Saúde e Educação em emendas para 2018 São aproximadamente R$ 18 milhões para a Santa Casa, UEPG e Apaes