Prefeituras do PR recebem cota extra de ICMS

Publicado em: 01/17/2017 - 11:06
Ponta Grossa está entre as cidades que receberam as maiores cotas

No primeiro dia como prefeita em exercício de Ponta Grossa, Elizabeth Schimdt (PSB) comemorou o recebimento de mais de R$ 9,7 milhões do Governo do Estado referente ao repasse extra do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “O Paraná está mais forte e os municípios também. Temos o privilégio de contar com o governador que compreende a situação das prefeituras, principalmente quando iniciamos uma nova gestão. Lamento que as cidades de outros estados não possam contar com esse apoio num momento de tamanha crise” declarou Elizabeth.

Ao todo foram repassados R$ 429,8 milhões aos 399 municípios do Estado durante solenidade realizada no Palácio Iguaçu nesta segunda-feira (16). “Essa é uma demonstração inequívoca de uma gestão responsável, que fez o ajuste fiscal”, afirmou na solenidade, em que recebeu prefeitos e prefeitas de todo o Estado, no Palácio Iguaçu. 

“O nosso apoio aos municípios tem sido sistemático, graças ao bom planejamento, à organização das contas. Esses recursos vão auxiliar os municípios em um momento de crise, com manutenção dos empregos, de obras e de serviços. Tivemos o tempo de semear, plantar e agora estamos no tempo da colheita. Deixei minha popularidade de lado para fazer o ajuste fiscal e agora o Brasil inteiro reconhece o trabalho que tem sido feito aqui”, disse Richa.

O governador lembrou que, somados, os R$ 430 milhões da cota extra, os repasses semanais de ICMS e mais as transferências do IPVA vão possibilitar que os municípios recebam até o fim de janeiro R$ 1,68 bilhão em transferências. 

O deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM), que recepcionou os prefeitos da região dos Campos Gerais, enfatizou que os valores vão auxiliar os prefeitos que estão iniciando suas gestões. “Muitos estão herdando dívidas das antigas gestões e os reeleitos precisam dar continuidade ou iniciar novos projetos”.

 

O prefeito de Tibagi, Rildo Emanoel Leonardi (PMDB), aponta que o R$ 1,6 milhão vai ajudar no pagamento de parte das dívidas da prefeitura que ultrapassam os R$ 4 milhões. O prefeito de Campina da Lagoa, Milton Luiz Alves (PSC), também utilizará os R$ 686 mil na reativação de serviços básicos e na reforma de veículos. “Temos até ambulância retida em uma oficina há meses porque meu antecessor não fez o pagamento da manutenção.”

Já o prefeito de Carambeí, Osmar Blum (PSD), vai aplicar os mais de R$ 2,2 milhões em obras de infraestrutura. “Quero priorizar a pavimentação de ruas e a construção de calçadas”, afirmou. A cota de Imbituva, pouco mais de R$ 1 milhão, vai ser investida pelo prefeito Bertoldo Rover (PSD) no pagamento de parcelas referente a compra do antigo Hospital São João, adquirido pela prefeitura e transformado em Pronto Atendimento. 

Mais Notícias

Em sessão solene, Assembleia Legislativa homenageia os 30 anos do Grupo RIC A solenidade foi proposta em conjunto pelos deputados Plauto Miró Guimarães e Ademar Traiano
Deputados pedem explicações sobre o Hildebrando de Souza Plauto Miró Guimarães e Márcio Pauliki enviaram ofício ao secretário Wagner Mesquita cobrando providências sobre superlotação e infraestrutura do prédio