Temer precisa priorizar pauta que vem da ruas, afirma Caiado

Publicado em: 05/12/2016 - 15:19
O líder ressaltou ainda que não foram os partido políticos os principais alavancadores do processo que resultou no afastamento da presidente

Fonte: Assessoria de imprensa

O líder do Democratas no Senado Federal, Ronaldo Caiado, comemorou a votação que contou com mais de dois terços do quórum do Senado pela aprovação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma, e seu consequente afastamento.

No entendimento do senador, após o fim da sessão no início da manhã desta quinta-feira (12/05), o número expressivo de votos dá margem para que o vice-presidente Michel Temer foque o início de seu governo em atender as demandas que vieram das ruas.

“Um presidente que assume nesta condição não tem que ficar paparicando políticos e partidos. Tem que ter sintonia, fazer a tarefa de casa e cortar na carne, nos ministérios, nas mordomias, nos cargos comissionados. Mostrar para a população que não vamos mais conviver com esse modelo político-partidário”, defendeu Caiado.

O democrata também ressaltou que não foram os partido políticos os principais alavancadores do processo que resultou no afastamento da presidente. Este papel teria sido desempenhado pela sociedade civil organizada.

“A pauta não é do Democratas. Não é do PMDB. Não é de Temer. Ela foi construída pelos movimentos de rua e pela sociedade brasileira que durante um ano e meio realizou mobilizações com milhões em todo o país. Nós, o parlamento, fomos forçados a tomar uma decisão que foi induzida pela voz das ruas”, argumentou.

 

Mais Notícias

Em sessão solene, Assembleia Legislativa homenageia os 30 anos do Grupo RIC A solenidade foi proposta em conjunto pelos deputados Plauto Miró Guimarães e Ademar Traiano
Deputados pedem explicações sobre o Hildebrando de Souza Plauto Miró Guimarães e Márcio Pauliki enviaram ofício ao secretário Wagner Mesquita cobrando providências sobre superlotação e infraestrutura do prédio