48 colégios da região são selecionados para o Escola 1000

Publicado em: 09/27/2016 - 15:56
Governador assinou o termo de compromisso para a realização das reformas em mil unidades de ensino

Diretores de colégios da rede estadual de ensino de todo o Estado estiveram na manhã de ontem (27) na cerimônia de lançamento do projeto Escola 1.000, que vai liberar R$ 100 milhões para a realização de reformas e implantação de melhorias nos colégios.

Ao todo, 48 colégios (veja tabela) dos 11 municípios que fazem parte do Núcleo Regional da Educação de Ponta Grossa (NRE) tiveram projetos selecionados para participar do programa. Os pedidos considerados como urgentes ou emergenciais foram encaminhados pelo deputado Plauto Miró Guimarães Filho (DEM) e pela chefe do NRE, Maria Izabel Vieira à Secretaria de Estado da Educação (SEED).

“Estamos realmente muito felizes em poder levar para as escolas mais essa possibilidade de melhoria da estrutura. Sabemos de algumas dificuldades que os diretores enfrentam e esse programa veio para resolver alguns problemas dentro dos colégios”, disse Plauto.

Grande parte das escolas solicitaram a troca parcial ou total de telhados, substituição da rede elétrica e hidráulica ou reparos em paredes com algum tipo de rachadura. Cada diretor poderá investir até R$ 100 mil reais nas obras ou na compra de equipamentos para cozinha, como pia inox ou louças sanitárias para banheiros.

A secretária da Educação, Ana Seres Comim, enfatizou aos professores que esses recursos são exta-orçamentários, ou seja, não fazem parte dos 29,5% que o governo precisa destinar para a educação de tudo que arrecada ao longo de um ano.

A secretária disse que todos os investimentos em educação feitos pelo Governo do Estado têm como objetivo maior beneficiar o estudante. “Isso se reflete no nosso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, que evoluiu na rede pública paranaense”, frisou. 

O projeto vai contar ainda com o apoio de outras estruturas do governo estadual que darão suporte na avaliação dos projetos de engenharia para as reformas e da Superintendência de Educação (Sude), da Secretaria Estadual da Educação. O governador Beto Richa afirmou que “os recursos serão depositados diretamente nas contas dos colégios estaduais. Isso demonstra mais um avanço na democratização das gestão das nossas escolas e a absoluta confiança da comunidade escolar nos professores e diretores”.

 

Anúncios

 

Além de lançar oficialmente o Escola 1.000, o governador Beto Richa também anunciou o pagamento das promoções e progressões dos servidores a partir de janeiro de 2017. Ele confirmou ainda a convocação de 300 professores aprovados no concurso de 2013, para assumirem as vagas.

Outra novidade é a indicação de um professor para ser homenageado com a Ordem do Pinheiro, a mais alta honraria do Estado, entregue para quem contribui com o desenvolvimento social do Paraná. “Educação é nossa prioridade”, afirmou Beto Richa.

“Esse programa representa um grande avanço na democratização da gestão das escolas, pois envolveu toda a comunidade escolar em audiências públicas para decidir onde aplicar os recursos. Foi uma decisão muito democrática e transparente de toda a comunidade escolar”, enfatizou ele.

 

Mais Notícias

Colégios da região receberão R$ 1,1 milhão para reformas Recursos foram liberados a pedido do deputado Plauto Miró Guimarães
Prefeitos são autorizados a comprar caminhões para a coleta de lixo Ao todo, o governo do estado liberou R$ 50 milhões para 173 municípios
SESP confirma 2ª CIA da PM no Santa Paula A pedido dos deputados Plauto Miró e Márcio Pauliki, secretário recebeu outras reivindicações